Como Superar um Vício?

Posted: 12 de Junho de 2010 by mundomaranatha in Vicios


Quantcast

//

superação

Mesmo sabendo que nada substitui o tratamento especializado que uma pessoa dependente deve receber, existem alguns conselhos que podem parecer úteis. Os doutores W. Dryden y W. Matweychuk, no livro que escreveram em 2003, apresentam algumas sugestões ou receitas que podem auxiliar a quem é vencido por um vício. São as seguintes:

1. Concentre-se no que ganhará se superar o seu vício. Muitos pensam que vão sair perdendo se deixam de usar droga, fumar ou tomat bebidas alcólicas. É muito melhor ver o ponto de vista positivo, O fumante que tem problemas respiratórios, que tem uma mucose permanente e que não sente gosto na comida, vai descobrir que uma salada pode ter um sabor incrível e que agora pode encher seus pulmões de oxigênio. Da mesma forma, um acólatra que teve um acidente, vai ver que quando sóbrio, pode dirigir com mais segurança e que sem drogas no sistema, o ornganismo rende melhor na escola e no trabalho. As vitórias de quem está livre dos narcóticos são tremendas, e um incentivo poderoso para conquistar novamente a alegria de viver.

2. Estabeleça objetivos: Abstinência contra o consumo controlado das substâncias. O caminho mais seguro é sempre a abstinência. Alguns especialistas sugerem o método progressivo de cortara droga. Quem fumava um maço por dia, pode fumar dois cigarros menos a cada dia, até chegar a abstinência total. Esse método funciona para algumas pessoas, mas não para todos. Essa pessoas decidem terminar tudo numa pancada só, como quando se corta o rabo de um cachorrro. Mas o ponto principal é, acima do longo ou curto prazo, alcançar a abstinência definitiva. Essa é a meta que se tem que lutar sem parar., “sem pressa mas sem parar”, até que se tenha um novo estilo de vida saudável.

3. Descubra a função do seu vício pra você. “Por que bebe, fuma ou consome drogas? Quando o faz? Ao se sentir triste? É para esquecer alguma tristeza ou preocupação? O desejo é maior quando está trsite, enjoado ou frustrado? Um pacienten me comentou que ia ao bar quando a esposa dava bronca nele. Um jovem se trancava para não consumir mas via os ämigos” e saía para drogar-se. Um estudante recorria as anfetaminas para melhorar seu rendimento nos estudos. “O que o vício está trazendo para sua vida?” Reconhecer essa razão o ajuda a encontrar a verdadeira solução, da mesma forma que ajudou a resolver os conflitos do casal do primeiro caso, ter amigos abstémios, como no segundo caso, e estudar mais, sem a ajuda de estimulantes que trazem, no longo prazo, mais contras do que prós.

4. Reconheça o papel importante que a atitute e as desculpas tem para determinar sua emoção e vencer o consumo de substâncias. “De qualquer maneira iremos todos morrer” dizia um viciado ao explicar-me o risco que sua vida corria com o consumo. “Eu sou forte. Não vai me fazer nada”, acrescentou outro viciado, menosprezando os efeitos letais da cocaínas. “Eu posso dirigir com os olhos fechados”, argumentava um homem alcolizado, ou ser advertido sobre o pergido de dirigir embriagado. Há desculpas racionais e irracionais. As primeiras estão de acordo com a realidade e são baseadas no comportamento são e moral. Os exemplos mencinados são expressões de desculpas irracionais que destorcem a imagem de si próprio e a realidade externa. Nunca se deve minimizar os efeitos altamente destrutivos das substâncias nem subrestimar a própria capacidade de poder controlar-las.

5. Mantenha o controle na frente da tentação. A tentação é repetitiva e viciante. Quando você cede, entra numa teia de aranha onde é difícil de escapar. Se você está dirigindo numa rodovia que tem um abismo ao lado, o melhor a fazer é dirigir o mais longe possível do abismo pra não cair. Para estar seguro, o melhor é ficar o mais longe possível do perigo, sem brincar e nem se expor aos seus riscos.

6. Aumente o seu nível de tolerância com respeito a frustração. Algumas pessoas não são capazes de tolerar o mínimo dos incômodos, contra-tempo ou a demora de satisfazer todos os seus desejos; não suportam nenhum sentimento ou situação desagradável. Não toleram a frustração. Nas crianças isso é um comportamento normal. Pro bebês, há que satisfazer-lhes suas necessidades de forma imediata, mas a medida que se cresce, é necessário aprender a controlar os seus impulsos e elevar o nível de tolerância. Isso é sinônimo de estar maduro e de ter se desenvolvido. A droga leva as pessoas ao estado do bebê. É necessário recuperar o controle e a maturidade.

7. Desenvolva uma auto-aceitação incondicional. Um dos pensamentos de derrotados mais comuns é a convicção de que uma pessoa não é capaz de conseguir nada bom. Essa auto-avaliação negativa é extremamente prejudicial. A melhor forma de combater-la, é aceitando-se a si mesmo e perdoar-se os erros. A auto-aceitação incondicional alimenta a confissão honesta e o leva a adquirir uma responsabilidade maior para o futuro. dessa maneira, aumentam suas oportunidades para mudar essa dura realidade.

8. Conserve uma mentalidade sã com respeito a vida. Para manter uma abstinência e nao ter uma recaída ao consumo, é importante firmar os valores da vida e desenvolver uma mentalidade sã, vital e um sentimento importante da vida. Quando se entende que Deus dirige a sua vida, e que todos fomos chamados por Ele para levar adiante uma missão útil e valiosa, se fortalecem os valores superiores e se acabam com os impulsos auto-destrutivos. Então a vida tem um novo significado, mais pleno e feliz.

Dryden W. y Matweychuk W. Cómo superar las adicciones. (Editorial Hispano Europea, S.A., Barcelona, España. 2003).

Por Mario Pereyra

Mario es doctor en Psicología, psicólogo clínico, terapeuta de familia, investigador y escritor. Actualmente es catedrático de la Universidad de Montemorelos, Nuevo León, México.
Revista El Centinela

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s