2. Satanás Mobilizará o Mundo Religioso

Posted: 16 de Setembro de 2010 by mundomaranatha in Volta de jesus

Quantcast

a) O Espiritismo preparará o caminho. É o espiritismo que prepara o caminho para a obra mestra de engano de Satanás (1). Quando as igrejas protestantes dos Estados Unidos formarem um só corpo, unindo-se em pontos comuns de doutrina, os espíritos demonstrarão respeito às instituições da igreja, professando ter fé em Cristo e na Bíblia, e simulando estarem convertidos (2). Ao adotar uma aparência cristã, o espiritismo imitará bem de perto o cristianismo nominal, e desse modo seu poder de enganar será muito maior (3).

Pelo espiritismo Satanás se apresenta como o benfeitor do gênero humano. Realizará verdadeiros milagres, curando os enfermos, e fará inegáveis prodígios, que serão aceitos como manifestações do poder divino (4). Dessa maneira, ao aparecer como anjo de luz, Satanás apresentará novo sistema religioso, supostamente mais elevado, que excitará a imaginação dos homens e os levará a sublimes alturas, por meio de temas grandiosos e cenas cativantes (5). O Amor e a caridade serão proclamados com eloqüência; no entanto, ao mesmo tempo, Satanás estará operando como um destruidor, produzindo intemperança, condescendências sensuais, pelejas, crimes e guerras (6). Agora mesmo está operando mediante uma série de calamidades, conflagrações, tempestades, inundações, terremotos, fomes, pestilências e angústia; mas essas pragas se tornarão cada vez mais freqüentes e desastrosas à medida que Deus for retirando Suas bênçãos e Seu cuidado protetor daqueles que se rebelam contra Sua lei e ensinam e obrigam os demais a fazerem o mesmo (7). Ainda que favoreça e faça alguns prosperarem para satisfazer seus próprios desígnios, ao mesmo tempo Satanás trairá desgraça sobre outros e fará os homens pensarem que é Deus quem os atormenta (8).

(1)GC 560; 602; 5T 573, (2) PE 273; 274, GC 587; 557; 443, (3) GC 464;557; 587, (4) GC 588; 587; 552; II Tess 2:9, 10, Apoc 13:13, 14; 1TS 122; Carta 4, 1889; TM 117, (5) GC 587;588; 553; DN 186; RH (17-11-1885), (6) GC 553, 588, (7) GC 588;589; I Reis 18:17, 18, (8) GC 588.

b) União dos Protestantes dos Estados Unidos com o Espiritismo. A crença popular na imortalidade natural da alma habilitará o Espiritismo a perverter os sentidos de todos os que rejeitam a verdade e não estejam protegidos pelo poder divino, pelo que não discernirão os enganos de Satanás (1). Sobre aqueles que se aventurarem a entrar em terreno proibido, mesmo contra sua vontade, o poderoso destruidor exercerá seu poder e os embalará numa segurança fatal da qual só despertarão quando a ira de Deus for derramada sobre a terra (2). Depois de se haverem unido num só corpo, os protestantes dos Estados Unidos serão os primeiros a adotar o espiritismo, e acabarão fazendo “pacto com a morte” ou ‘acordo” com o inferno (3). Então, no esforço de garantir o apoio do Estado, proporão uma emenda religiosa à Constituição, para assim, obter a supressão de certas medidas restritivas civis (4). Então se estabelecerá nos Estados Unidos, o princípio de que a igreja pode controlar o estado, e que as leis civis podem dar caráter obrigatório às práticas religiosas (5). Seu principal propósito será a imposição da observância do domingo – símbolo do poder de Roma, – que abrirá a porta para o papismo e assegurará seu triunfo (6).

(1) GC 587;553; 557;558; II Tess.2:10, 11; DN 187, (2) GC 557; 561, (3) PE 273; GC 559;560; Isa. 28:15, (4) GC 572; 2TS 322; GC 563; RH (24-12-1889), (5) GC 580, (6) GC 572; 580.

c) Roma se associará à união protestante-espírita e a dominará. Embora o modernismo e a falsamente chamada ciência tenham contribuído em grande medida para preparar o caminho para a aceitação do papado, é a suposta santidade do domingo que cria, em particular, um laço de simpatia com Roma (1). Qualquer movimento em favor da legislação religiosa é, realmente, uma concessão que se faz ao papismo; mas, ao procurarem o apoio de Roma para exaltar o domingo, os protestantes dos Estados Unidos farão mais que isso: atravessarão o abismo para lhes dar as mãos. E Roma, seduzida pelo poder milagroso dos espíritos que operam com o protestantismo, vem em seu auxílio (2). O poder de Roma se irá fortalecendo no governo, na igreja e no coração dos homens, até por fim recuperar nos Estados Unidos a supremacia que uma vez perdera no Velho Mundo (3). Aferida mortal é curada; Roma obtém novamente sua primeira autoridade e se assenta sobre a besta escarlata que “era e já não é, mas que virá” (4). Completar-se-á a tríplice união do espiritismo, protestantismo e papado, e babilônia terá caído (5).

O papado – o homem do pecado – será a manifestação da apostasia dos últimos dias. Dirigidos por este único poder, os homens se unirão para enfrentar a Deus na pessoa de suas testemunhas (6). O segredo do poder de Roma reside na atração que exerce sobre os que confiam em sua própria justiça e sobre os amantes do prazer – aqueles que pensam salvar-se por seus méritos e os que crêem que se salvarão em seus pecados, – duas classes de pessoas q abrangem praticamente todo o mundo (7). A mistura de paganismo e cristianismo que se observa na igreja católica finalmente induzirá todo o mundo a adorar a besta (8). O espiritismo a todos absorverá em suas fileiras e dessa maneira os obrigará a adorar diretamente ao dragão (9).

(1) GC 572;586, (2) GC 579; 587; 2TS 318;319; Gen. Conf. Bulletin (13-4-1891), (3) GC 580;572, (4) Apoc. 13:3; 17:3, 6, 8, 11; gc 563, (5) gc 389;587; Apoc. 14:8; 18:2, 3, (6) GC 570; 3TS 171; An appeal to Ministers and Conference Committees (1892) pág.38; II Tess.2:3, 4, (7) GC 571, (8) GC 568; Apoc. 13:3, 4, (9) GC 560; 587; Apoc. 13:4.

d) Um falso reavivamento Religioso: O Alto clamor de Satanás. Os dirigentes religiosos vêem nesta união um grande movimento para evangelizar o mundo e assim iniciar o tão esperado milênio; ensinam que todo o mundo se converterá (1).

Ao apresentarem “um sistema religioso novo e mais elevado”, produzir-se-á um grande reavivamento falso baseado na observância do domingo e que precederá o alto clamor do terceiro anjo (2). Essa tríplice aliança, que professará ter uma forma de piedade, mas que negará a eficácia dela, lançará ao mundo o clamor de “paz e segurança” na tentativa de falsificar o alto clamor do terceiro anjo (3). Esse clamor de paz e segurança estará diretamente relacionado com a proposta de emenda da Constituição, na qual os papistas e os protestantes se uniram para a exaltação do domingo, alegando que o rápido avanço da corrupção e o derramamento dos juízos de Deus sobre a Terra se devem à violação desse dia como dia de repouso (4).

(1) GC 587; PE 282; RH (24-12-1889), (2) GC 587;463; 614; PE 261; Isa.2:2-5; I Tim. 4:1, (3) GC 587; PE 282; PP 102; II Tim. 3:1-5; I Tess. 5:2-9; PJ 411, (4) 2TS 322; GC 577; 586; 578; RH (11-1-1887).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s