A Igreja Remanescente

Posted: 30 de Julho de 2011 by mundomaranatha in Igreja

Falar em Igreja remanescente pode soar um tanto estranho para alguns. Remanescente quer dizer aquilo que sobrou, resto. A idéia de igreja remanescente está intimamente ligada a todos os outros segmentos da igreja cristã ao longo dos séculos e desde o seu estabelecimento por Jesus.

João relata o seguinte em Apocalipse 1:10 e 11: “Eu fui arrebatado em espírito no dia do Senhor, e ouvi detrás de mim uma grande voz, como de trombeta, que dizia: O que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas que estão na Ásia: a Éfeso, e a Esmirna, e a Pérgamo, e a Tiatira, e a Sardes, e a Filadélfia, e a Laodicéia.”

O que segue nos capítulos dois e três de Apocalipse são as mensagens para as igrejas dessas 7 cidades. Esses lugares não eram fictícios, eram reais. Essas igrejas e comunidades realmente existiram. E cada mensagem está composta de elementos intimamente relacionados com o modo de vida desses cristãos que viviam no primeiro século de nossa era. Os estudiosos da Bíblia também afirmam que cada igreja representa um período da igreja cristã ao longo de sua existência.

Assim sendo, a igreja de Éfeso representa a igreja cristã do ano 31 ao ano 100 de nossa era. Esmirna do ano 100 ao 323. Pérgamo, de 323 a 538; Tiatira, de 538 até 1517; Sardes de 1517 até 1798; Filadélfia de 1798 a 1844 e, finalmente, Laodicéia, de 1844 até o fim dos tempos. Desta forma toda a história da igreja cristã está coberta. Cada fase mencionada assinala algum acontecimento marcante. É interessante ressaltar também que as mensagens dadas para cada uma das igrejas, além do aspecto local e profético, são válidas para todos os cristãos em todos os tempos.

A interpretação profética do Apocalipse fortalece o fato de que estamos vivendo no período final da história da igreja cristã. Somando isso aos sinais que marcam a brevidade da volta do Senhor Jesus a esta Terra, cremos que realmente estamos vivendo num período muito especial.

Diante de todo esse contexto, voltemos a falar no tema do remanescente. Apocalipse 12:17 diz que “o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao restante de sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus e tem o testemunho de Jesus Cristo.” A inclusão da palavra “resto”, aqui nesse verso, está ligada à grande ação perseguidora ocorrida na Idade Média, onde se registram os mais terríveis crimes praticados contra a humanidade. Em linguagem profética, o dragão representa a Satanás. A mulher simboliza a igreja. A intenção satânica era destruir da face da terra o segmento fiel do cristianismo. Na verdade essa página escura da história registra as horríveis barbaridades cometidas contra fiéis inocentes.

Em todas as fases da Igreja, Deus sempre teve um remanescente que manteve acesa a chama da verdade ensinada por Jesus e por Sua palavra. Isso é importante. Um movimento religioso não pode ter e não tem um fim em si mesmo. A igreja não é o objetivo final. Ela é um instrumento que, puro e verdadeiro, nos conduzirá à vida eterna. E se for um movimento falso, nos levará a destruição.

O remanescente mencionado na Bíblia tem algumas características especiais. Primeiramente, conforme Apocalipse 12:17, eles são aqueles contra quem Satanás investe de maneira especial. O inimigo de Deus fica aborrecido ao ver pessoas viverem de acordo com a vontade do Senhor. Em segundo lugar, são aqueles que fazem parte da semente da mulher, ou seja, da igreja pura e verdadeira que se manteve fiel ao longo dos séculos desde a sua fundação. Em terceiro, é dito no texto bíblico que o remanescente é composto por pessoas que guardam os mandamentos de Deus.

A obediência aos santos princípios do Eterno é marca inconfundível daqueles que pertencem ao povo de Deus. Esses mandamentos estão claramente identificados em Êxodo no capítulo 20. E ao longo de toda a Bíblia, Velho e Novo Testamento, os dez mandamentos da Santa Lei são confirmados.

Há uma tendência de se alterar aquilo que o Senhor ordenou. Porém, a maior implicância recai sobre o quarto mandamento, ou seja a guarda do sábado como dia de repouso dedicado exclusivamente para Deus. Os demais mandamentos são defendidos enquanto que o quarto é atacado duramente. Porém, não devemos esquecer que o remanescente valoriza e respeita TODOS os mandamentos.

Uma quarta característica do remanescente é o testemunho de Jesus. Apocalipse 19:10 nos ajuda a entendermos isso. O texto diz que o testemunho de Jesus é o espírito de profecia. Assim, junto com o remanescente, deve estar um guia profético que se harmonize com toda a revelação da Bíblia.

Perceba também que as características do remanescente são confirmadas em Apocalipse 14:12: “Aqui está a paciência dos santos, aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé de Jesus.”

A Bíblia não aponta para nenhum título ou nome de igreja, denominando esta ou aquela congregação como sendo a verdadeira. A palavra de Deus, no entanto, apresenta claras características que auxiliarão o crente sincero a buscar a igreja que realmente preencha essas qualidades. Esta é mais uma prova da capacidade de escolha do ser humano.

Amigo querido, Deus tem um plano que em breve vai ser completado e somente aqueles que lhe forem fiéis serão levados para a vida eterna. Estamos nós entre estes? Nosso desejo é que você e eu possamos estar entre aqueles que serão achados fiéis por ocasião da volta do Senhor Jesus a esta Terra.

Pr. Montano de Barros

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s